Blog

O porquê de planejar a produção de volumoso nas propriedades

Garantir a segurança alimentar do rebanho, com base na evolução do rebanho planejada, uma vez que a falta de volumoso pode acarretar prejuízos. Além de reduzir a produção de leite, outros fatores são comprometidos, como, por exemplo, a reprodução e a curva de lactação, ainda que, posteriormente, o fornecimento se normalize.

 

Otimizar o uso de volumoso, com planejamento. É possível direcionar o volumoso de qualidade para os animais mais produtivos ou em categorias importantes (pré-parto e transição) e utilizar volumosos alternativos, mais baratos, para animais com menos exigência, garantindo sua disponibilidade durante o ano agrícola.

 

Maximizar a eficiência na utilização dos recursos da propriedade, com planejamento da produção de volumoso, visando sua eficiência. Podemos programar estrategicamente a utilização de áreas da propriedade, para atender a demanda do rebanho e melhor aproveitar as áreas.

 

Dimensionar a capacidade de crescimento do rebanho, de acordo com a disponibilidade de volumoso, ajustando a taxa de reposição de matrizes da propriedade e programando possíveis compras ou arrendamentos.

 

Amenizar oscilações produtivas ao longo do ano, visto que, com um bom planejamento de volumosos, as oscilações na produção leiteira, sobretudo o impacto negativo na época seca, são atenuados.

 

Reduzir o custo do volumoso, por meio de compras estratégicas de insumos utilizados na safra, as quais são associadas à necessidade de volumoso, demandada no planejamento. Analisando os dados de algumas propriedades, percebemos que fazendas eficientes na produção de volumoso trabalham com um custo de, aproximadamente, R$50,38/ton menor.

 

CUSTO DA TONELADA – SILAGEM DE MILHO (Matéria Natural)
InferioresIntermediáriasSuperiores
R$ 133,56R$ 99,27R$ 83,18
Fonte: Dados obtidos de 31 fazendas assistidas pelo Programa PDPL/PCEPL, na região de Viçosa, MG, totalizando 99 áreas cultivadas na safra de 18/19 e, aproximadamente, 700 hectares.

 

Diversas são as vantagens de realizar o planejamento e as consequências do não planejamento podem gerar impactos ainda maiores para a propriedade. Cabe a você, produtor, planejar para tomar decisões mais assertivas e melhorar cada vez mais a eficiência da atividade!